UM FATO RELEVANTE


Trechos do  livro”SERÁ QUE VALEU A PENA”?
de Dacilio de Abreu Magalhães (3ºContingente)

Esse foi o equipamento que veio com o 1º. Contingente do qual o Então Ten. Cel Iracílio Ivo de Figueiredo Pessoa se referiu quando do embarque. Esse equipamento foi também o que o então Sgt. Davi Rosas se referiu e que consta nesta página. 

 


 

        Está descrito no livro “Será que Valeu a Pena”, mas como se trata de um acontecimento de fato relevante, estou enviando para que seja colocado no Site, local de fácil acesso dos nossos colegas de luta. Não sei se esse colega ainda está conosco, mas de qualquer forma, fatos como esses devem ser divulgados, pois bem demonstram o valor e a seriedade dos militares brasileiros no desempenho de tão importante missão. 

        David Rossas, Sargento na época, contou-me durante um bate papo informal, quando da minha estada em Fortaleza que quando esteve no Batalhão Suez – 7ª. Cia foi responsável pelo perfeito funcionamento da estação de rádio transmissora PTA-2, instalada na 8ª. Companhia. 

        Eu conheci bem a PTA-2 em 1958, a antiga PTA-2, aquela que levava mais de uma hora para conseguir conectar-se a PTA-1 no Rio de Janeiro. Obsoleta, arcaica, mas todos os meses proporcionava-me a maior alegria, quando através desse equipamento eu conseguia falar por cinco minutos com meus familiares no Rio de Janeiro; é claro que aquela transmissão de ponto-a-ponto numa distância de mais de nove mil milhas, não era tão nítida com a telefonia e as transmissões de hoje via satélite, mas mesmo assim esperávamos ansiosos por esse dia e torcíamos para que a conexão se estabelecesse, o que nem sempre era tão fácil e tão rápido, pois dependia também da propagação do sinal. A alegria e a emoção de falar com os familiares, só terminava quando o Davi Rossas colocava à nossa frente um cartaz com a figura do Amigo da Onça, um personagem da revista “O Cruzeiro” dos Diários Associados, informando SEU TEMPO ACABOU! 

        David Rossas falou vibrando de sua equipe que conseguiu colocar no ar um dos mais modernos equipamentos, da época, e dessa forma, propiciou um acontecimento inédito que fez vibrar os corações de nossos heróis e minimizou o sofrimento causado pela solidão do deserto. A PRH-8, Rádio Nacional do Rio de Janeiro em cadeia com as estações PTA-1 Rio e PTA-2 Egito, levou pela primeira vez a transmissão de uma partida de futebol aos pracinhas do Batalhão Suez, em Ondas Curtas, de ponto-a-ponto, ainda sem as tecnologias de hoje. 

        Parabéns David Rossas e equipe, parabéns Operadores da estação PTA-1 Rio de Janeiro e os nossos sinceros agradecimentos à Direção e Operadores da PRH-8, Radio Nacional do Rio de Janeiro por tão brilhante iniciativa. 

        Dacilio de Abreu Magalhães

        3° Contingente

 

Dacilio Magalhaes<dacilio@yahoo.com.br> 
Data: Wed, 28 Jul 2004 14:50:14 -0300 (ART)


VOLTAR