A hora da saudade 17º Contingente

Enviado por General Uchôa

15-072016

 

Meus caros amigos, companheiros veteranos do Batalhão Suez e amigos do nosso saudoso

              IVO FERNANDES KRUGER

No segundo semestre do ano de 1965, após chegar à Faixa de Gaza, como integrante do 17º Contingente do Batalhão Suez, o Tenente  IVO FERNANDES KRUGER preparou e apresentou, para os oficiais dos 16º e 17º Contingentes, o espetáculo, em áudio, que intitulou: A HORA DA SAUDADE.

A finalidade era homenagear a saudade dos familiares que ficaram no já distante Brasil, através de um texto, de sua autoria, bastante vibrante e comovente, que incluía poesias suas próprias e de seu amigo tenente Uchoa, então comandante de pelotão na fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel.

O comandante do Batalhão, Coronel Miscow, autorizou as duas sessões realizadas no posto de comando do batalhão, em Rapha, Egito, destinadas aos oficiais da Unidade. Entretanto, tendo em vista que, ao fim dessas apresentações, o quadro psicológico apresentou-se, na visão do comandante, altamente preocupante, pela forte emoção a que foi levada a audiência, o Coronel Miscow literalmente proibiu que o espetáculo fosse repetido, de forma oficial e centralizada, para os subtenentes e sargentos do Batalhão Suez.

Hoje, cerca de 51 anos depois, em homenagem ao grande amigo, infante de escol, excelente atleta, poeta, locutor e dono de uma sensibilidade artística fora do comum, resgatei aquele precioso momento que nos enlevou a um nível de emoção até então não sentida pela maioria dos que tiveram o privilégio de estarem presentes àquela "HORA DA SAUDADE".

É só clicar abaixo.

Julho de 2016

Gen Div Paulo Roberto Yog de Miranda Uchôa

 

       https://youtu.be/ToULyNn1wtQ
 

 

 

 

 

 

 

 

Voltar ao início