RÁDIO AMADOR- "FARROUPILHA CHAMANDO SUEZ"

História enviada dia 11/05/04 - Colaboração de Ivan Dorneles Rodrigues - PY3IDR
 


" FARROUPILHA CHAMANDO SUEZ "

e-Mail :
i

A primeira e mais importante missão, como repórter de rádio, de Glênio Peres, verificou-se em 1958, quando o Rio Grande do Sul formou o seu Batalhão Suez que, através da ONU foi designado como Força de Paz entre o Egito e Israel, na faixa de Gaza. Glênio Peres, melhor do que ninguém, assim retratou esse evento:

"Juntamente com o colega Tito Tages, do "Correio do Povo", embarcamos de navio e levamos não menos que vinte dias para alcançarmos Porto Said. Desembarcamos e, de trem, tivemos de atravessar o canal de Suez.

Quando chegamos a El Cantara, uma cidade do lado egípcio fomos presos pelo Exército por que não havia licença para a permanência de jornalistas na Faixa de Gaza.

Fomos despachados para Porto Said para regressar ao Brasil.

Ficamos constrangidos e tristes e profissionalmente frustrados.

Depois de longa viagem e sabendo da expectativa, aqui, das famílias dos pracinhas gaúchos, tomados de natural ansiedade e expectativa quanto aos rapazes na frente da guerra, decidimos.Embarcamos como nos exigiam, mas à hora em que o navio apitou para zarpar desembarcamos clandestinamente.

Entramos em um ônibus repleto de árabes e fomos ao Cairo tentar uma licença precária.

Deram-nos autorização apenas por quatro dias, tempo apenas suficiente para irmos ao ponto em que se encontrava a tropa brasileira e regressarmos.

Isto mesmo, a permissão estava condicionada a viajarmos em veículo da ONU.

Assim, fomos para Haifa, sede do quartel dos nossos pracinhas.

Terminado o prazo resolvemos continuar por lá e numa situação estranhíssima passamos meses. A Israel não podíamos ir, regressar ao Egito seria entregarmo-nos à prisão. Estávamos circunscritos ao território da ONU. E, nesses cinco meses por lá, fazíamos gravações de entrevistas com os nossos soldados e mandávamos esse material, juntamente com artigos para o Diário de Notícias.

Na sede da Farroupilha, excelentemente ouvida lá no distante Oriente Médio, sintonizada habitualmente pela tropa da ONU, constituída de mais de 300 gaúchos, dois companheiros, Abel Gonçalves e Marcos Fichbenn apresentavam um programa para lá dirigido "Farroupilha chamando Suez".
O
programa, transmitido aqui à meia-noite, era sintonizado pelos pracinhas às seis da manhã, em Gaza. Reproduzia os recados e entrevistas, colhidos por mim, seguidos da participação no estúdio, isto ao vivo, dos pais, noivas e demais parentes a que se referiam as gravações. Formamos assim, uma ponte de ligação através do Atlântico e zona conflagrada".

E Glênio Peres lembrava, também, um acontecimento pitoresco, ocorrido na data de 7 de setembro, já então no Cairo.

"Com a aproximação de nossa data magna, os egípcios dispensaram, a nosso  respeito, os rigores antes impostos. Tudo bem, tudo em família, podemos ir de visita ao Cairo e, ali, o encarregado de negócios do Brasil, dr.Cézar Correia do Lago, era um homem muito entusiasmado e fizemos uma verdadeira comemoração do nosso dia da Independência.

E aconteceu uma quase complicação. Em homenagem aos gaúchos, aquele diplomata mandou fazer um churrasco e escolheu por local, a sacada da embaixada brasileira, no centro da capital. A fumaça da churrasqueira chamou a atenção dos transeuntes, e, em minutos, o prédio estava cercado por guarnições do Corpo de Bombeiros.

E pra explicar aos espantadíssimos egípcios que aquilo não era incêndio mas apenas um churrasco? Não estivesse do nosso lado o embaixador, com certeza iríamos todos presos.

Outro episódio marcante dessa reportagem radio jornalística foi a promoção que fizemos "Mãe venha encontrar seu filho".

Através de concurso, proporcionamos a um pracinha, ser visitado por seus pais em Beirute, no dia 20 de setembro. Mas não contávamos com um grave problema, que só depois nos ocorreu. Os pais do contemplado viajaram daqui. Mas para irmos a Beirute teríamos de atravessar Israel o que era impossível. Ao final, conseguimos um avião branco, com emblema da ONU e resolvemos satisfatoriamente o caso".

Envie Também a Sua História de Radioamador

Colaboração de Ivan Dorneles Rodrigues - PY3IDR

e-mail:
ivanr@cpovo.net
 
 

De: "Theodoro da Silva Junior" <theojr@terra.com.br>
Data: Sun, 06 Jan 2008 22:19:15 -0200
Assunto: RÁDIO AMADOR- "FARROUPILHA CHAMANDO SUEZ
 


VOLTAR