MEDALHAS DE SUEZ E DA PAZ

BATALHÃO SUEZ SOLDADO DA PAZ
 
HISTÓRICO

        No ano que passou(2003), num esforço sobrenatural eu(Sérgio) e o Melo tivemos a iniciativa de criar para a nossa entidade, uma forma que pudesse representar aos olhos das autoridades, um símbolo de agradecimento a todos aqueles que de alguma maneira expressaram seu reconhecimento a Mais Longa Missão do Exército Brasileiro no Exterior, a Missão Suez.  Criamos então, a Medalha Ordem do Mérito Batalhão Suez.

        Para que se conseguisse chegar a bons termos, nessa inusitada realização, foram necessários horas intermináveis de suor e muito sacrifício.  Contatamos com pessoas especializadas e acostumadas a tratar desse tipo de assunto, para nós, totalmente desconhecido. Tive ajuda de pessoas abnegadas, que jamais mediram esforços para que tudo desse certo. Esse apoio começou dentro da minha própria casa, com a Edi( minha esposa) e os meus filhos Fernando e Juliano, que colaboraram decisivamente nesta escalada.

        Da Associação, o Meio viveu comigo todas os momentos de angústias daquela audaciosa investida. Outras pessoas, fora da orla da associação, foram extremamente importantes, o Major André Woloszin e o Sargento Dias da Casa Militar do Palácio Piratini, o artífice Paulo Orlei do setor de industrialização de metais, até que chegamos na pessoa do empresário Dr Pedro Zaluski que, com seu admirável coração e carinho dedicado aos Soldados da Paz, foi quem realmente possibilitou que tal projeto se tomasse realidade. Até, por questão de justiça e reconhecimento quero registrar de público os meus agradecimentos a todos os membros da Comissão de Outorgas que muito me apoiaram e continuam colaborando.

        Até hoje condecoramos mais de cem personalidades com a Medalha Ordem do Mérito Batalhão Suez  e o efeito não poderia ser melhor. No  início, o Melo e eu, nós nos assustamos diante da inesperada repercussão. Pois, de repente estávamos condecorando nada mais nada menos do Senadores da República, Deputados Federais e Estaduais, Oficiais Generais e Comandantes de Unidades Militares. Assim, a Associação começou de, uma hora para outra, avista com outros olhos por algumas parcelas da nossa sociedade.

        Sempre que projetamos condecorar uma pessoa, enviamos a essa pessoa os resumos históricos da Missão Suez e da Associação. Com isso, a Associação cresceu no seu nome, no seu conceito e no valor da sua história.  E para tudo isso a Associação não gastou um centavo sequer. 

        Atingimos fronteiras inexpugnáveis,  até então, ganhamos notoriedade.

        Quem quiser visitar nossa Associação na internet, não a achará somente nos sites da página do Batalhão Suez no Brasil, os navegadores virtuais acharão nossa entidade incorporada, também, em sites internacionais da Noruega, do Canadá e da Irlanda e isso graças a esta feliz idéia que tivemos dia de criar a Medalha Ordem do Mérito Batalhão Suez e mais recentemente a Medalha Soldado da Paz.

        Nossa Medalha Ordem do Mérito Batalhão Suez foi reconhecida com o número 453 do Medalhístico do Ministério da Defesa e a Medalha Soldado da Paz encontra-se no aguardo de tramitação pertinente.

        Hoje, de tudo isso resta uma grande felicidade e uma grande tristeza.

        Nossa grande felicidade é chegar nas unidades do nosso Exército e ser recebidos com aquele carinho, com aquele amor, que muitas vezes nos levam às lágrimas. Tem muita gente entre nós, que não ganha na sua casa o carinho que ganha, num desses dias de formatura, nos quartéis. Esse gesto paternal do nosso Exército para com seus ex-soldados, jamais poderá ser esquecido por nos.

        Mas, a nossa grande tristeza é saber que alguns dos nossos próprios companheiros dizem que tudo que queremos é auto-projeção.

        Nesse sentido, lamentavelmente, a nossa tristeza se torna maior do que a nossa felicidade, mas ver a Associação numa linha de interminável ascensão, com certeza será sempre o nosso conforto e a nossa grande realização. 

        Sérgio Luiz Dias - 2Oº Contingente 
        Presidente da Comissão de Outorgas

(Transcrição do Jornal " Soldados da Paz " - ANO II - Nº3  MARÇO/2004 - Órgão Oficial da ABIBS- RS.


VOLTAR