O MANUAL DO EXPEDICIONÁRIO - SUEZ - 1956

          
           O Manual do Expedicionário - Suez/1956 foi um documento elaborado para ser utilizado pelos soldados dos dois primeiros Contingentes do Batalhão Suez, após isso, foi deixado de lado e não foi mais entregue cópias aos demais Soldados.
          O conteúdo é válido e muito útil para época, e portanto seria muito interessante que todos do Batalhão Suez tivessem tomado conhecimento, antes de embarcar para a Missão na Faixa de Gaza - Egito.          

CAPA

Soldado Expedicionário,

        atenção para isto. Aqui vão alguns conselhos de amigo e informações necessárias para o bom cumprimento de sua missão em terras estrangeiras, representando o Brasil.
        Você foi escolhido para tomar parte em acontecimentos da maior importância na História do mundo atual. Nosso Batalhão vai incorporar-se à Fôrças Internacional  de Emergência das Nações Unidas. As Nações Unidas são uma organização formada pelos diversos paises do mundo, e a Fôrça Internacional se destina a manter a paz e evitar a guerra entre os povos.
        Você só pode orgulhar-se de sua missão. E sua família se orgulhará de você. O Brasil inteiro festejará s sua volta, após o dever cumprido.
        Nosso Batalhão seguirá para Oriente Médio. Chama-se Oriente Médio a região que fica entre os três grandes continentes - Europa, Ásia e África. Os povos de lá, na maioria,são árabes e israelenses. Êles têm muitas diferenças entre êles e infelizmente andaram se guerreando, ultimamente. Por causa do canal de Suez,os ingleses e franceses entraram na briga também. A Fôrça Internacional das Nações Unidas vai se colocar no meio de todos, para evitar combates.
        Você vai aprender muita coisa nessa missão - e adquirir muita experiência nova. Vai conviver com soldados de outras nações e visitar terras longínquas . Por onde andar, 
- 1-

 
 
 
            você deverá impressionar bem,como soldado e como brasileiro. você deverá deixar boa fama, de disciplina e de dignidade.

COMO TRATAR OS ESTRANGEIROS

        Para começo de conversa, lembre-se de que os estrangeiros têm tanto direito de ser patriotas como você.
        Seus costumes sociais, políticos e religiosos devem ser respeitados, bem como seus símbolos nacionais.
        Êles também têm famílias, como nós, e devemos respeitar seus lares como queremos que respeitem os nossos.
        Suas igrejas, mesmo diferentes das nossas, e com os nomes de mesquitas ou de sinagogas, merecem o mesmo respeito e acatamento.
        Diz um ditado: << Cada terra tem seu uso>>. Você deverá ter compreensão para os costumes alheios, sem deixar de ser brasileiros e ter seus próprios costumes.
        Seja discreto, não se meta em assuntos complicados de políticas e religião, não crie casos!
        Mantenha a melhor união com seus camaradas de batalhão,pois em tôdas as ocasiões a união faz a fôrça.
        Aceite com prazer e cumpra decididamente as ordens de seus superiores, demonstrando claramente que no Exército brasileiro existe disciplina. A subordinação militar nunca foi uma humilhação. É uma honra e uma consciência do dever.
        Não relaxe. Respeite-se a si mesmo e a todos, para ser respeitado, dignificando o uniforme que veste e elevando bem alto o nome do Brasil.

 

CARTAS PARA A FAMÍLIA

        Escreva freqüentemente carta para a família, com simplicidade e carinho, informando de sua vida.

- 2-


 

        Não mande nunca notícias alarmantes e que não sejam verdadeiras.

 

 

EGITO

        É importante aprender alguma coisa sôbre o Egito,desde já. O Egito é um dos paises do Oriente Médio, por onde você passará. É um dos paises mais velhos do mundo. com uma História interessantíssima e tão antiga que tem vários milhares de anos. Você já ouviu falar ou já fez estudos sôbre as famosas pirâmides, que lá existem. As pirâmides são monumentos enormes que provam a antiguidade histórica do Egito. Algumas foram construídas há cêrca de seis e sete mil anos, para servirem de túmulos dos reis egípcios, os chamados faraós.
        Quando se estuda a História da Humanidade, e particularmente a História Militar, ouve-se falar das grandes campanhas dos gregos antigos, depois dos romanos, depois dos franceses comandados por Napoleão Bonaparte e finalmente das mais recentes grande guerra. Pois o território do Egito tem sido atingido por todas essas campanhas, entrando destacadamente para a História dos grandes Exércitos. Alexandre Magno, famoso general, estendendo o antigo império grego, visitou as pirâmides. Júlio César, à frente das legiões romanas, também esteve no Egito. Napoleão Bonaparte, diante das célebres pirâmides, chamou a atenção de seus soldados para a importância histórica de quarenta séculos alí representados. Na última Grande Guerra os modernos Exércitos em luta passaram entre as pirâmides. E agora soldados brasileiros palmilharão o território que tem o rastro dos milênios de civilização humana.
        O Egito está situado no extremos nordeste da África, em frente o Mar Mediterrâneo. Seu território é cortado pelo Trópico de Câncer.
        Limita-se: ao Norte com o Mar Mediterrâneo; a Leste com Israel e o Mar Vermelho; ao Sul com Sudão; e a Oeste com a Líbia.

- 3-


 

- 4-


 

        Se bem que geogràficamente africano, O Egito, histórica e culturalmente, é parte integrante da Ásia Ocidental.
        Sua superfície é de 1 milhão de km2 - aproximadamente a mesma que o nosso Estado de Mato Grosso. A superfície do território brasileiro é oito vezes e meia maior que a do Egito.
        Certas regiões do Egito não oferecem boas condições de vida: são os desertos. Os desertos são grandes extensões de areial, sem vegetação. Os animais comumente empregados como montaria e transporte de cargas no deserto são os camelos, que resistem à sêde e às longas caminhadas ao sol muito forte.
        A população egípcia atualmente é de 20 milhões de habitantes. Apenas um têrço da população brasileira. Na média, existem 20 egípcios para cada quilômetro quadrado de seu Pais.
        A população é composta também de sírios, italianos, árabes, turcos ingleses e franceses.
        A língua falada no Egito é o árabe. TAmbém muito usadas, são a língua inglesa e a francesa.
        A religião predominante no Egito é o Islamismo, fundado por Maomé no século VI da nossa era.
        O egípcio como todo oriental, tem um sentimento muito vivo de religião e reza diariamente, cinco vezes ao dia.
        Suas igrejas são chamadas mesquitas. O princípio fundamental de sua religião é <<Alá é Deus e Maomé  é seu profeta>>.
        Pela sua própria religião, os árabes em geral são fatalistas, isto é, acreditam que o destino de cada um já vem traçado por Deus.
        O Alcorão é o Livro Sagrado do Islamismo.
        O clima do Egito se assemelha ao clima do Brasil, quanto à temperatura.

- 6-


 

        O mês mais frio lá é o de janeiro, quando a temperatura baixa até 11 gráus centígrados.
        No verão a temperatura média é de 28 gráus, chegando porém nas regiões desertas do Interior, a atingir amais de 40 gráus centígrados.
        A Capital do Egito é a cidade do Cairo, com cêrca de 2 milhões de habitantes. É uma cidade cosmopolita, isto é, tem pessoas das mais diversas nacionalidades, com um comércio bastante ativo. Cairo está situada às margens do rio Nilo, que é um dos maiores rios do mundo. Nosso rio Amazonas, em volume dágua é maior que o Nilo. Mas quanto ao comprimento, o Nilo é maior que o Amazonas.
        A segunda cidade do Egito, em população e em importância, é Alexandria.  É um grande porto, situado no delta do Nilo. A população é de cêrca de 750 mil habitantes.
        O rio Nilo é na realidade o mais comprido rio do mundo, atravessando o Egito de Sul a Norte. Tôda a História do Egito se desenvolveu à margens do Nilo, e ainda hoje tôda a vida da nação egípcia reflete-se em suas águas. Se o Nilo está cheio e transborda, os campos ficam férteis e as colheitas são boas.  Se, ao contrário, O Nilo baixo,a irrigação das terra é difícil e a fome ameaça às populações pobres.
        A região mais fértil e mais povoada do Egito é a chamada região do delta do Nilo, onde o grande rio por diversas bocas se lança no Mar Mediterrâneo. É uma região úmida onde a agricultura se desenvolve em ótimas condições, dando para suprir o Pais.
        As condições de vida do povo egípcio não são boas. Há uma minoria de gente muito rica e uma grande maioria de gente pobre e sem instrução. As moradias dos pobres são de condições higiênicas precárias.
        O principal produto, quase exclusivo, do Egito, é o algodão. A situação exclusivo do Egito é instável e difícil..

- 7-


 

        O Egito,durante a sua longa História, tem sido dominado por diferentes povos, como sejam os antigos persas, os gregos, os romanos, os árabes, os turcos e ultimamente os ingleses.
        Em 1930, o Egito obteve sua total independência da situação de protetorado da Inglaterra. Até bem pouco tempo, ficou sendo uma monarquia, com o rei Farouk, mas atualmente tem um regime político chefiado pelo presidente Abdel Gamal Nasser.
        Atualmente o Egito está possuído de forte sentimento nacionalista, lutando pelo seu progresso como Nação. Está procurando aproveitar as águas do Nilo na região de Assuan, para gerar energia elétrica e assim poder desenvolver sua incipiente indústria.

 

O CANAL DE SUEZ

        As viagens por mar entre o Oriente e o Ocidente tinham que ser feitas, antigamente, contornando o grande continente africano, passando pelo Cabo da Boa Esperança. A abertura de um grande canal, ligando o mar Vermelho ao mar Mediterrâneo, no nordeste da África, veio trazer grande economia para a navegação, encurtando o percurso, diminuindo o tempo. ~Esse foi o Canal de Suez, construído no período de 1859 a 1864 pelo engenheiro Ferdinand Lesseps.
        O Canal de Suez, com cêrca de 160 quilômetros de comprimento, fica em território egípcio. Sua construção foi feita mediante contrato com Egito, por uma companhia que ajuntou os capitais de várias nações interessadas. O canal, com passagem diária de muitos navios carregados,dá uma boa renda,pois cada navio paga um preço para poder passar. Ultimamente o govêrno egípcio resolveu tomar da antiga Companhia, a administração do canal. Isso contrariou diretamente os interêsses de outras nações, particularmente Inglaterra e França.  O canal, além de sua importância comercial, facilitando a passagem de abastecimento como manganês, o ferro madeiras,e principalmente o petróleo, tem também numa notável importância estratégica.

- 8-


 

- 9-


 

-10-


 

        Tropas inglesas e francesas invadiram recentemente a região do canal. entrando em luta com os egípcios e conseguindo ocupar a sua extremidade norte. Como reação, os egípcios entupiram o canal, afundando alí um certo número de navios que agora impedem a navegação.
        A Organização das Nações Unidas, criada para manter a paz no mundo, entrou em ação, conseguindo que os dois lados em luta cessassem fogo. Iniciaram-se negociações para o restabelecimento da paz na região de Suez e para o desimpedimento do canal. As Nações Unidas decidiram formar sua própria fôrça militar, destinada a policiar a região, evitando novos choques. O Brasil manda elementos de seu Exército para fazer parte da Fôrça das Nações Unidas, juntamente com outros paises.,
        A zona por onde passa o canal de Suez é pobre, áspera, pedregosa e desértica, com exceção apenas da parte costeira. Na parte norte e à margem direita fica a famosa península de Sinaí. Essa península, sendo também território egípcio, foi por sua vez invadida pelo Exército de Israel, que tem uma velha pendência com os países árabes.
        Na região do canal, que é de água salgada, existe escassez de água potável. Para suprir a falta, há um canal paralelo, de água doce, trazendo-a do rio Nilo.
        Chove pouco na região. Mas as chuvas, quando caem, são fortes.  As variações de temperatura são bruscas, entre o dia e a noite. O vento de sudoeste, o <<Kamzim>>, traz sempre uma temperatura quente, sufocante, acompanhada de tempestades de areia.
        Atualmente são os seguintes os pontos de obstrução do canal: REgião de Port Said (entrada norte), região de Ismailia e região de Porto Suez (entrada sul).
        As principais cidades da zona do canal são: PORT SAID, na entrada do canal que dá para o Mediterrâneo, com 175.000 habitantes; KANTARA, sôbre a via férrea que liga o Cairo a Jerusalém; ISMAILIA, à margem de um lago com 30.000 habitantes; SUEZ, no golfo do mesmo nome ( saída para o Mar Vermelho) com 100.000 habitantes.

-11-


 

ISRAEL

        Os judeus, muito conhecidos por sua história relatada na Bíblia ( Antigo Testamento ) eram bem pouco tempo um povo sem pátria. Depois da 2º.Grande Guerra, a Organização das Nações decidiu dar um pátria aos judeus.
        Por decisão das Nações Unidas, foi repartida a Palestina, para em sua parte ocidental se estabelecer o povo judeu, formando o Estado de Israel.  A Palestina  já havia sido, originàriamente, a terra dos judeus, porém modernamente era ocupada por povos árabes.  A divisão dêsse território teve por fim dar uma pátria aos judeus e acabar com o problema das perseguições raciais que êles sofriam. Mas os árabes se mostraram ressentidos de terem que ceder território aos judeus e êsse ressentimento criou um novo problema prejudicando a paz. Nas fronteiras dos árabes com os israelenses têm acontecido constantes choques guerreiros.
        Israel foi fundado em 15 de maio de 1948, tendo assim menos de dez anos como País.A língua que lá se fala é o hebraico, isto é, a mesma língua em que foram escritos os livros santos do tempo de Jesus Cristo. Mas outras línguas também são faladas em Israel, como o inglês e o alemão, pois nesse novo País se reuniram judeus vindos de diversos paises do mundo. Existe até uma colônia onde se fala o português, residindo lá muitos judeus que seguiram do Brasil, principalmente de S.Paulo,Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Fala-se também o dialeto do judeu alemão, conhecido por yddish
        A religião em Israel é o judaísmo, ou mosaismo, fundado por Moisés, que é o seu profeta. Os religiosos judeus esperam a vinda ao mundo de um Messias ( salvador do mundo). Não consideram Jesus Cristo, que também era judeu, como Messias. Tôda a doutrina de sua religião está condensada no VElho Testamento, da Bíblia. Suas Igrejas são chamadas sinagogas.
        Israel está situado no extremo ocidental da Ásia, na região comumente chamada Oriente Médio. Está rodeado de 
 
-12-

 
 

 

-13-


 

-14-


 

paises árabes e tem uma linha de fronteira terrestre de 950 quilômetros de extensão. Limita-se: ao norte, com o Líbano e com a Síria; a leste, com a Jordânia; ao sul e a sudoeste com o Egito ( 265 quilômetros de linha de fronteira); a oeste com o mar Mediterrâneo.
        O território de Israel tem uma superfície de 20.859 quilômetros quadrados ( um pouco menor que o nosso Distrito Federal. Seu solo é duro, constituído de areia e de pedras, característico das regiões semi-áridas. Ponto culminante: o monte Meron, com 1.208 metros de altura. Rios principais: Jordão ( 118 quilômetros dentro do território de Israel ), Yarkon ( 26 quilômetros), Kisbon ( 13 quilômetros) e Yarmuk ( 16 quilômetros). Lagos: Mar Morto ( 280 km2) e Chule ( 14 km2).
        População de Israel: 1milhão,720milo habitantes ( menos que o nosso Distrito Federal).
        Tel-Aviv é a capital de Israel. Juntamente com o porto de Jafa. Tel-Aviv conta um total de 360 mil habitantes. Outras cidades são Jerusalém,com 145.000 habitantes, e Haiffa, com 155.000 habitantes. Tel-Aviv é uma cidade moderna, com todo o confôrto das cidades européias.  Galiléia, situada no extremo norte do País, junto à fronteira com o Líbano, é uma cidade que vale hoje só pelo seu passado histórico-religioso.
        O território de Israel é aproveitado para a agricultura graças, em maior parte, à cuidadosa fertilização artificial do solo. Destaca-se a cultura das famosas laranjas de Jafa, largamente exportada. Adota-se em Israel um sistema de fazendas coletivas, chamadas <<Kolbutz>>. Há um  <<kolbutz>> constituído de judeus provenientes do Brasil.
        O clima de Israel é um pouco quente, mas para nós brasileiros pode ser considerado ameno. Em certas regiões baixas, como no rio Jordão, o calor é forte.
        A forma de govêrno em Israel é democrático, isto é, govêrno eleito pelo povo. O atual chefe do govêrno é o primeiro ministro Ben Gurion.
        Segundo o calendário judeu, êste nosso ano de 1956 é o ano 5.717 lá deles. O povo judeu, bastante zeloso de sua religião,guarda descanso aos sábados, e não aos domingos, como os cristãos. O comércio fecha e todo o trabalho cessa às 18 horas de sexta-feira, sòmente se reiniciando atividades as18 horas do sábado. Êsse dia de descanso é chamado o <<sabbath>>. A moeda de Israel é a libra israelense, valendo atualmente aproximadamente trinta cruzeiros.

-15-


 

        SIGA SOLDADO EXPEDICIONÁRIO: siga para outro continente, confiante no seu valor que é o próprio valor do homem brasileiro!
        A nação aqui fica, ansiosa pelo seu regresso e inteiramente abrigada á sombra dessa bandeira que você orgulhosamente desfralda e que, junto às de outros paises, drapeja serena, acenando paz para todos os homens.

*** 

-16-


Colaboração: de Theodoro da Silva Junior <theojunior@uol.com.br> 
Data: 19/11/2004 (16:00:15) 

 

VOLTAR