CARTAS DOS TEMPOS DE SUEZ


UM ENVELOPE POR BAIXO DA PORTA,
UMA CARTA PENDURADA NO GRADIL...
AH ! COMO ERA BOM ESPERAR O CARTEIRO.


MENSAGEIRO ÁS VEZES ARDIL...
QUE TRAZIA CARTAS DE AMOR,
MORTE, SEPARAÇÃO OU ABANDONO,
AS NOTÍCIAS QUE SOBREVINHAM DOR,
TAMBÉM ERA ELE QUEM TRAZIA.


ANTES QUE SE DESSE POR CONTA,
DE SURPRESA ESTAVA LÁ !
ERA A MAIOR ALEGRIA...


UM CARTÃO, UM BILHETE, UMA FLOR,
ERA A MENSAGEM - NÃO IMPORTAVA,
SE DE ALEGRIA, PESAR OU AMOR.


ERA A MÃE SE PREOCUPANDO,
OU VENDO O FILHO PARTINDO;
IA UMA BLUSA DE FRIO,
VINHA O TEMPO TRICOTANDO.


AS MALHAS DA ESPERA,
DO AMOR QUE SE QUERIA REVER,
ERA MEU J... CHEGANDO,
DA I...... OU SUEZ......


- CARTEIRO ANDE LOGO !
USE DE RAPIDEZ !
QUERO PEGAR NA MÃO,
SENTIR A CALIGRAFIA,
RASGAR O ENVELOPE BEM RÁPIDO,
CHEIRAR O PAPEL DE DENTRO,
BEIJAR O BEIJO DE LONGE,
TOCANDO NA PELE SEM TEZ


CARTEIRO SE AQUIETE...
TUDO FOI ANTES DE AGORA,
ISSO JÁ É REMOTO,
É PRECEDENTE À INTERNET


"SOAROIR"

 
Recebido de E.Malta 16º Contingente.
de Theodoro da Silva Junior <theojr@terra.com.br>
data 13/12/2007 17:05
assunto CARTAS DOS TEMPOS DE SUEZ - POESIA para quem gosta

VOLTAR