HOMENAGENS PÓSTUMAS

 9° contingente - Sd.LUIZ FERREIRA DOS SANTOS



Trágica Reportagem do companheiro Boina Azul: LUIZ FERREIRA DOS SANTOS 

(Foi Soldado do 9º Contingente). 

...
[{Uma nota à parte- ...Na Reportagem do Jornal - consta que ele era Tenente reformado, vejamos o que diz a reportagem}]....

A noticia vinculou na edição do Dia 09/08/2002 - era uma sexta feira: J O R N A L - O D I A - do Rio de Janeiro. Diz a manchete da Reportagem:

"VÍTIMA DA GUERRA NO RIO"

Militar que integrou a Forças de Paz da ONU no oriente Médio e dirigia uma Kombi na Ilha, é morto com um tiro na nuca-

Reportagem de Bartolomeu Brito

 


O primeiro Tenente reformado do Exército Luiz Ferreira dos Santos, 61 anos, morreu com um tiro na nuca, depois de reagir a um assalto na antiga Ponte do Galeão, na Ilha do Governador, na noite de quarta feira. Dois homens que ele levava como passageiros em sua Kombi, no percurso entre Bonsucesso e a Ilha do Governador, saquearam outras sete pessoas que também viajavam no veículo. O militar sacou a arma e atingiu o rosto de um dos bandidos, o adolescente Ednaldo - 16 anos. O cobrador da "lotada" Carlos Augusto - também de 16 anos foi ferido de raspão na mão esquerda. Ambos foram socorridos no Hospital Paulino Werneck, na Ilha.Por volta das 21 horas, os bandidos embarcaram na Praça das Nações, em Bonsucesso. quando passavam pela ponte velha, os bandidos anunciaram o assalto.
Após saquear os passageiros Ednaldo mandou a Kombi parar, para os passageiros desembarcarem e o cobrador passar para o banco traseiro, pois a dupla iria levar o carro para a Favela do Barbante, na Vila Joaniza. O motorista Luiz, então sacou de um revólver calibre 38, e reagiu ao assalto. Em pânico, os passageiros saltaram da Kombi, enquanto o outro bandido (não identificado), que estava na parte de trás do veículo, acertou a nuca do militar, fugindo logo depois com a arma da vítima.
Ontem de manhã, Carla Ferreira dos Santos, 30 anos, filha do motorista, esteve na 37ª DP (Ilha do Governador) para pegar a Kombi, que foi periciada. Além das manchas de sangue, havia uma perfuração de bala, no vidro traseiro s Kombi, e ao lado dessa perfuração um adesivo com a inscrição " Sou um Boina Azul pela Paz".
Segundo Carla, o militar serviu no 2º Regimento de Infantaria, e nos anos 50, integrou uma Força de Paz formada pela ONU, o Batalhão Suez, que ocupou a Faixa de Gaza, no Oriente Médio. As tropas da ONU são identificadas pelas boinas azuis que usam.

MOTORISTA SE QUEIXAM DE ASSALTOS
O enterro de Luiz Ferreira dos Santos, foi ontem, às 15,30 horas, no Cemitério na Ilha do governador. Motoristas que fazem o transporte alternativo na Ilha se queixaram dos constantes assaltos às Kombi que trafegam no bairro. Em geral, os ladrões levam os veículos para a Favela do Barbante. Lá eles são cortados e vendidos em ferros-velhos. Ednaldo (um dos bandidos) vive com os pais na Rua Uirapuru, na comunidade. ele foi para o Hospital Souza Aguiar, sob custódia.
Carla a filha do militar morto, contou que o pai serviu como soldado no Batalhão Suez, em 1958. tinha 19 anos quando ingressou no Btl.Suez. Aos 21 anos, voltou ao Brasil e foi reformado como 3º Sargento. Pouco tempo depois, casou e abriu uma empresa de refrigeração. Foi promovido a Tenente com 40 anos. O Batalhão de Boinas Azuis fazia ´parte de uma força de paz, integrada com mais 10 países, para a manutenção da paz no Oriente Médio, após a Guerra entre Egito e Israel. Em 10 anos, 6 mil brasileiros foram enviados ao oriente Médio.
Segundo Carla, o pai não costumava reclamar da violência no Rio, mas andava armado quando trabalhava à noite.
..."Não sei o que será de nossa vida agora. Meus filhos Renan e Felipe eram o xodó dele"...


Theodoro <theojunior@uol.com.br> 
Data: Sat, 15 May 2004 16:15:12 -0300 


NOSSAS CONDOLÊNCIAS

VOLTAR