DUQUE DE CAXIAS E O DIA DO SOLDADO


Em 25 de agosto de 2008, o Brasil comemora o Dia do soldado e o 205º ano de nascimento de um dos seus maiores vultos históricos. A data do seu nascimento passou a ser considerada e foi instituída como o DIA DO SOLDADO, em homenagem e reconhecimento ao grande herói nacional. Luís Alves de Lima e Silva, o DUQUE DE CAXIAS, foi Chefe Militar vitorioso do Exército Brasileiro, que o consagrou como seu Patrono. O Exército foi a instituição que o forjou e de cujo seio emergiu como sendo um dos maiores brasileiros de todos os tempos, um guerreiro obstinado e homem de estado exemplar.

Duque de Caxias, o Marechal da fulgurante estrela dourada, que jamais amargou uma derrota, prestou ao Brasil excepcionais e relevantes serviços na política e na administração pública, é incomparável como soldado de vocação por excelência. Mesmo assim passou longo período de esquecimento durante a Primeira República. Somente veio a ser reverenciado na introdução da idéia do “Culto a Caxias”, em 1923, ano em que a história iniciava destacar de forma tão veemente a figura de Luís Alves de Lima e Silva, uma tradição que perfaz, portanto, 85 anos. Coube ao Exm.º Ministro da Guerra, Setembrino de Carvalho a iniciativa do reconhecimento do vulto patriótico de Caxias. É oportuno lembrar que até então somente eram destacados em nossa história militar o Marechal Osório e o Almirante Barroso. Inexplicavelmente, Caxias era colocado em segundo plano. A partir dessa iniciativa, o mérito a Caxias cria corpo e ganha cada vez mais projeção no Exército Brasileiro.

Em 1925, seu nome passa a designar as turmas de Realengo, e o espadim dos cadetes passa a ser uma réplica do seu sabre invencível, como símbolo da própria honra militar em 1935. A designação do Forte do Leme, também em 1935, como Forte Duque de Caxias e a denominação do novo prédio do Ministério da Guerra como Palácio Duque de Caxias, consolidam o reconhecimento ao grande Marechal. Finalmente, institui-se a data de seu nascimento como o DIA DO SOLDADO BRASILEIRO e por fim, a consagração definitiva desse grande soldado como PATRONO DO EXÉRCITO BRASILEIRO, pelo Decreto do Governo Federal de 13 de março de 1962.

Caxias foi o consolidador da unidade nacional, o homem que dos setenta e sete anos de vida, dedicou sessenta deles, integralmente, a serviço da Pátria. Exemplo de vida sempre servida com estrema lealdade e integridade, mesmo envolvido na luta em revoluções que ameaçavam a soberania do Império Brasileiro. O Dia do Soldado é comemorado no coração do povo brasileiro, em todo nosso território, e especialmente em todos os Quartéis do nosso Exército, em homenagem a todos nossos soldados de todas as patentes e graduações. O Soldado Brasileiro é exemplo de amor filial, honra, brio, fé, abnegação, religiosidade, solidariedade, desprendimento, entusiasmo, paciência, obediência, coragem, caridade, patriotismo e civismo dedicados ao Brasil. A Nação respeita e se orgulha dos seus soldados, que treinam, lutam e arriscam suas próprias vidas, com o sacrifício e a morte se preciso for para garantir a Soberania Nacional. Caxias é o espelho de todos os soldados brasileiros que têm perfil e personalidades definidas, que não se curvam diante do capricho dos vaidosos, e que sabem se impor diante do bem, execrando o mal. Por isso Duque de Caxias será sempre lembrado como paradigma dos soldados do Brasil, pois nasceu predestinado, vocacionado para ser o exemplo do engrandecimento cívico nacional.


Theodoro da Silva Junior

de Theodoro da Silva Junior <theojr@terra.com.br>
data 12/08/2008 21:04
assunto DUQUE DE CAXIAS E O DIA DO SOLDADO


VOLTAR