"20ºBIB ( HISTÓRICO)


 Sr. Sérgio Luiz Dias Presid. Da Com.de Outorgas ABIBS/RS – condecorando o Estandarte do 20º BIB, em Solenidade alusiva ao Dia das Nações Unidas (24/10/2004) em Curitiba – PR

Sr. Sérgio Luiz Dias, presta Continência ao Estandarte do 20º BIB após condecoração da Medalha SOLDADO DA PAZ.

 

ESTANDARTE HISTÓRICO

"Forma retangular tipo bandeira universal, franjada de ouro. Campo de verde, cor representativa da Arma de Infantaria. Em abismo, um escudo peninsular português, filetado de vermelho, chefe de verde, carregado com o símbolo da Arma de Infantaria, em Prata; campo cortado em faixas: a primeira, partida, a dextra, de ouro, carregada com cinco gotas de sangue, em santor, a lembrar o sangue derramado e o heroísmo do Sgt Max Wolff Filho em prol da Pátria e a sinistra, de azul, carregada com um grifo de prata, simbolizando a rapidez e o poder das unidades blindadas e a segunda, sendo a dextra, de púrpura, contendo cinco pinheiros "Araucária", símbolo do Paraná, estado natal do homenageado, e a sinistra, de azul-celeste, carregada com uma cordilheira estilizada, de verde, rajada de prata, representativa da região dos nevados Montes Apeninos, onde o bravo Sgt Wolff sacrificou, heroicamente, a própria vida. Envolvendo o escudo, a denominação histórica "Batalhão Sgt Max Wolff Filho", em arco e de ouro. Laço militar nas cores nacionais, tendo inscrito, em caracteres de ouro, a designação da Organização Militar."



AQUARTELAMENTO DO BACACHERI

O 20º Batalhão de Infantaria Blindado está localizado na Avenida Prefeito Erasto Gaertner nº 598, bairro do Bacacheri, na cidade de Curitiba - Paraná.
A construção deste aquartelamento teve início em Dezembro de 1921 e término em Novembro de 1922, quando era Presidente da República, o Excelentíssimo Senhor Epitácio Pessoa e o Ministro da Guerra, o Excelentíssimo Senhor João Pandiá Calógeras.
Foi inaugurado em Novembro de 1922, sendo ocupado, inicialmente, pelo 5º Batalhão de Engenharia de Combate (de Novembro 1922 a 1929); 5º Grupo de Artilharia de Montanha (denominação anterior ao 5º Grupo de Artilharia de Dorso: de 1929 a 1933); 4º Regimento de Cavalaria Divisionária (de 1933 a 1939) e 5º Batalhão de Engenharia (de 1939 a 1942).



20º REGIMENTO DE INFANTARIA 

O 20º RI, unidade origem do nosso 20º BIB, foi criado pelo Decreto Lei Nr 4.794, de 06 de Outubro de 1942.
Acantonou-se em sede provisória na Praça Rui Barbosa; transferiu-se em Março de 1943, para o Edifício na Rua Carlos de Carvalho nº 438 e, passando a ocupar em definitivo o aquartelamento do Bacacheri a partir de 29 de Abril de 1943. 
Os Batalhões ficaram assim distribuídos: 
- O 1º Batalhão do 20º RI, sediado em Curitiba - Paraná. 
- O 2º Batalhão do 20º RI, sediado em Curitiba - Paraná. 
- O 3º Batalhão do 20º RI, sediado em Joinville - Santa Catarina. 
A fim de atender missões de segurança do litoral brasileiro durante a 2ª Guerra Mundial, o Regimento teve seus Batalhões deslocados: 
- O 2º/20º RI para Paranaguá - Paraná. 
- O 3º/20ºRI para Itajaí - Santa Catarina. 
Os 2º e 3º Batalhões permaneceram naquelas localidades até o ano de 1946. Neste mesmo ano, o 2º Batalhão retornou para a sede do 20º RI enquanto em Julho de 1946 o 3º Batalhão foi extinto. 
Em 15 de Janeiro de 1955, atendendo às necessárias adaptações do Exército as novas exigências tecnológicas e táticas, foi-lhe dado nova organização, passando a existir somente 1º/20º RI. 
A participação do 20º RI na defesa dos princípios liberais e democráticos contra as nações do eixo foi mais além, ele contribuiu com um contingente para a Força Expedicionária Brasileira, de 380 homens que seguiram para compor as tropas de frente , obedecendo ao seguinte escalonamento: 
- 179 (cento e setenta e nove) homens em Abril de 1944; 
- 111 (cento e onze ) homens em Maio de 1944 e, 
- 90 (noventa) homens em Novembro de 1944. 
No primeiro contingente, integrando o 6º RI, seguiu o Soldado Constantino Marochi, natural de Campo Largo - Paraná, e que foi o 1º brasileiro a tombar nos campos de batalha da Itália (21 de Setembro de 1944). 
Destacaram-se ainda nessa campanha os seguintes heróis, que emprestam hoje seus nomes aos pavilhões da nossa Unidade: 
- 1º Ten José Maria Pinto Duarte; 
- 2º Ten Ary Rauen; 
- Sgt Max Wolff Filho; 
- Cb João Fagundes Machado; 
- Sd Estanislau Woycike, 
- Sd José Domingues Pereira. 
O 20 º RI tomou parte nas seguintes missões: 
- 1955, deslocou-se, para o Norte do Paraná (Londrina, Rolândia, Peabirú, Campo Mourão) com a missão de segurança das eleições desses municípios.(03 Out 55) 
- 1956, deslocou-se para Francisco Beltrão a fim de reestabelecer a ordem. 
- Junho de 1958, recebeu a missão de incorporar, selecionar e preparar voluntários para o III/2º RI (Batalhão Suez). 
- Outubro de 1958, deslocou-se para Jacarezinho - Paraná, a fim de impedir o avanço dos revolucionários chefiados por Álvaro de Godói, na "Marcha da Produção". 
- Setembro de 1961, face a renúncia do Presidente da República Jânio Quadros, integrou o Destacamento Ribeira, nas operações no Vale do Ribeira - São Paulo. 
- 1964, impelido pelos ideais da revolução, atuou na defesa dos Órgãos Públicos, nas cidades de Curitiba e Paranaguá - Paraná. 
- 1970, participou em Registro - São Paulo, das operações contra os guerrilheiros liderados por Carlos Lamarca.



20º BATALHÃO DE INFANTARIA BLINDADO

Em 1972, com o reaparelhamento do Exército, absorveu a mais recente tecnologia militar existente - o Blindado. O batalhão recebeu 48 (quarenta e oito) Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal M 113-B, dotada de grande poder de fogo, movimento e proteção blindada. Passou a ser denominado 20º Batalhão de Infantaria Blindado.
O blindado, fator de decisão no exercício do comando, passou a fazer parte dos "Nobres Infantes a Pé".
O lema do Batalhão: "DENTRO DA COURAÇA DO BLINDADO, TAMBÉM VIBRA A ALMA DO INFANTE", tem norteado o ideal a seguir.
Em 01 de Janeiro de 1975, foi modificado o Quadro Organizacional da Unidade de QO 07-281-3-Exp, aprovada pelas Portarias Ministeriais Reservadas Nr 041-GB, de 22 Dez 71 e Nr 049, da mesma data, para QO 07-281-3- REDUZIDO, tipo III, aprovado pelas Port Nr 082-EME-Res de 03 Dez 74 e Nr 109-EME-Res de 09 Dez 74, aumentando em conseqüência, de 02 (duas) para 03 (três) Companhias de Fuzileiros Blindadas.
Em 20 de Julho de 1994, através do Ofício Nr 031- SHOM, de 14 Jul 94, o Chefe do Centro de Documentação do Exército, remeteu a este Comando, a Portaria Ministerial Nr 327, de 13 Jul 94, a qual concedeu a denominação Histórica da Unidade, " BATALHÃO SARGENTO MAX WOLFF FILHO".
Em 08 de Novembro de 1994, através da Portaria Ministerial Nr 062-RES, aprovada a Diretriz para a implantação da Força de Pronto-Emprego do Exército Brasileiro, o 20º BIB passou a ser classificado como Organização Militar de Pronto-Emprego. Sua participação operacional é completa, e o Batalhão está sempre pronto a ser empregado, no mais curto prazo, tanto em Operações Internas quanto em Operações Externas.
De acordo com artigo 5º da Portaria Ministerial número 02, de 24 de Julho 2000, deixa de ser designada como Organização Militar de Pronto Emprego.
Batalhão versátil, desempenhou sempre com galhardia as missões recebidas:
- Em 07 de Setembro de 1972, representou o III Exército no grande desfile da Independência em São Paulo. Sucesso repetido em 1973, em Brasília.
- 1980, tomou parte ativa na segurança de Vossa Santidade o Papa, quando em sua visita a Curitiba.
- Novembro de 1980, cumpriu a missão de controle e manutenção da ordem no Sudoeste do Paraná, por ocasião do movimento dos Suinocultores.
- Em 02 de Outubro de 1988, em cumprimento à determinação do Cmt da 5ªRM/DE, deslocou-se à BR 116, no trecho paranaense, a fim de desbloqueá-la.
- De 15 Jun a 22 Jul 94, participou da Operação Real Plus ( Troca da Moeda no País), ocupando as instalações do Banco Central, com o efetivo de 36 (trinta e seis) homens.
- Em 1944, teve um Oficial Superior de seu Estado-Maior enviado para a área de conflito entre os países do Peru e Equador, cumprindo missões de Observador.
- De Ago 96 a Fev 97, integrou o "Batalhão Angola" com o efetivo de 02 (dois) Capitães; 01 (um) 2º Tenente; 01 (um) Cabo e 02 (dois) Soldados.



PATRONO DO 20º BIB

- Nome: Max Wolff Filho;
- Nascimento: 29 Jul 12;
- Local: Rio Negro - Paraná;
- Alistou-se em Curitiba, no 15º Batalhão de Caçadores;
- Participou das Revoluções de 1930 e 1932;
- Integrou o 4º Corpo de Exército, subordinado ao 5º Exército Americano;
- Faleceu em 12 Abr 45, em Riva de Biscaia;
- Promovido "POST MORTEN" a 2º Tenente por ato de Bravura e, 
- Recebeu as seguintes condecorações:
    Cruz de Combate de 1ª Classe;
    Medalha de Guerra;
    Medalha de Campanha:
    Medalha de Bronze Star e,
    Medalha Sangue do Brasil.
Foi na pessoa do Sgt Max Wolff Filho, que o Exército Brasileiro visualizou a imortalização destes heróis, concedendo ao 20º BIB, contido no Ato Ministerial de 13 de Julho de 1944, a denominação histórica de "BATALHÃO SARGENTO MAX WOLFF FILHO".

De: Theodoro da Silva Junior <theojunior@uol.com.br> 
Data: Mon, 15 Nov 2004 00:41:47 -0200


 

VOLTAR